A Fábula Dos Mortos-Vivos: Determinantes da Mortalidade Empresarial Presentes em Micro e Pequenas Empresas Ativas

Felipe Emidio de Araújo, Fábio Rogério de Morais, Edgar de Souza Pandolfi

Resumo


Objetivo:  O objetivo da pesquisa foi identificar os fatores determinantes da mortalidade empresarial, verificar a presença desses fatores em empresas ativas e analisar as causas da sobrevivência de empresas em que os determinantes da mortalidade estão presentes.

 

Método: Utilizou-se de abordagem quantitativa para pesquisa de tipologia explicativa. O estudo de campo teve a coleta de dados por meio de escala Likert e a análise de dados foi realizada por meio de comparação de média entre grupos, análise fatorial confirmatória (AFC) e regressão linear, para os testes de hipóteses. Os dados foram coletados em MPEs, localizadas em um município da região norte do Brasil, com base em amostragem para população conhecida.

 

Originalidade/Relevância: O estudo apresenta parâmetros de medição e de identificação de determinantes da mortalidade empresarial em MPE’s ativas e justifica o fato de as determinantes da mortalidade não possuírem efeito letal em algumas MPE’s.

 

Resultados: A confirmação das hipóteses permite afirmar que, nesta amostra, a presença de variáveis determinantes da mortalidade empresarial em empresas ativas incorre em um sistema de compensação, em que a presença de uma variável determinante da morte é compensada por outra determinante do sucesso.

 

Contribuições teóricas/metodológicas: O sistema de compensação entre as variáveis de morte e de sucesso em MPE’s demonstram o modo como a presença de fatores de morte em empresas ativas pode ser compensado por outra variável com alto potencial de sobrevivência da empresa.


Palavras-chave


Micro e Pequenas Empresas; Determinantes da Mortalidade Empresarial; Empresas Ativas

Texto completo:

PDF

Referências


Albuquerque, A. F., & Escrivão, E. F. (2012). Fatores de mortalidade de pequenas empresas. In: Anais do 7º Encontro de Estudos sobre Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas [EGEPE]. (pp.1797-1815). Florianópolis, SC.

Albuquerque, A. F., Escrivão, E. F., & Terence, A. C. F. (2016). Aspectos funcionais associados à mortalidade da pequena empresa: fatores relevantes de operações, finanças e marketing no varejo de vestuário. In: Anais do 9º Encontro de Estudos sobre Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas [EGEPE]. (pp.1-16). Passo Fundo, RS.

Alves, J. N., Silva, T. B., Tavares, C. E. M., & Dal-Soto, F. (2013). A utilização do planejamento estratégico como ferramenta de gestão na pequena empresa. Revista da Micro e Pequena Empresa, v. 7, n. 2, pp. 80-100.

Amankwah-Amoah, J. (2016). An integrative process model of organisational failure. Journal of Business Research, v. 69, n. 9, pp. 3388-3397.

Arasti, Z., Zandi, F., & Bahmani, N. (2014). Business failure factors in Iranian SMEs: Do successful and unsuccessful entrepreneurs have different viewpoints? Journal of Global Entrepreneurship Research, v. 4, n. 1, pp. 1-14.

Bonacim, C. A. G., Cunha, J. A. C., & Corrêa, H. L. (2009). Mortalidade dos empreendimentos de micro e pequenas empresas: causas e aprendizagem. Gestão & Regionalidade, v. 25, n. 74, pp. 61-78.

Bowen, M., Morara, M., & Mureithi, M. (2009). Management of business challenges among small and micro enterprises in Nairobi-Kenya. KCA Journal of Business Management, v. 2, n. 1, pp. 16-31.

Brasil. (2006). Lei Complementar no 123, de 14/12/2006. Institui o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte. Disponível em: . Acesso em: 12 jun. 2018.

Bumgardner, M., Buehlmann, U., Schuler, A., & Crissey, J. (2011). Competitive actions of small firms in a declining market. Journal of Small Business Management, v. 49, n. 4, pp. 578-598.

Carroll, G. R. (1983). A stochastic model of organizational mortality: Review and reanalysis. Social Science Research, v. 12, n. 4, pp. 303-329.

Carter, R., & Van Auken, H. (2006). Small firm bankruptcy. Journal of Small Business Management, v. 44, n. 4, pp. 493-512.

CNC. Confederação Nacional do Comércio. (2017). Empresômetro MPE. Disponível em: . Acesso em: 23 jul. 2018.

CNC. Confederação Nacional do Comércio. (2015). Empresômetro MPE. Disponível em: . Acesso em: 23 jul. 2018.

Dutra, I. S., & Previdelli, J. J. (2010). Fatores condicionantes da mortalidade de empresas: um estudo dos empreendedores de micro e pequenas empresas paranaenses. Revista Capital Científico, v. 3, n. 1, pp. 29-50.

Escrivão, E. F., Albuquerque, A. F., Nagano, M. S., Philippsen, L. A. P., Junior, & Oliveira, J. (2017). Identifying SME mortality factors in the life cycle stages: an empirical approach of relevant factors for small business owner-managers in Brazil. Journal of Global Entrepreneurship Research, v. 7, n. 1, pp. 1-15.

Everett, J., & Watson, J. (1998). Small business failure and external risk factors. Small Business Economics, v. 11, n. 4, pp. 371-390.

Fávero, L. P, Belfiore, P., Silva, F. L, & Chan, B. L. (2009). Análise de Dados - Modelagem multivariada para tomada de decisões. Rio de Janeiro: Campus/Elsevier.

Felippe, M. C., Ishisaki, N., & Krom, V. (2004). Fatores condicionantes da mortalidade das pequenas e médias empresas na cidade de São José dos Campos. In Anais do 7º SEMEAD – Seminários em Administração, FEA/USP. São Paulo, SP.

Ferreira, L. F. F., Oliva, F. L., Santos, S. D., Grisi, C. D. H., & Lima, A. C. (2012). Análise quantitativa sobre a mortalidade precoce de micro e pequenas empresas da cidade de São Paulo. Gestão & Produção, v. 19, n. 4, pp. 811-823.

Frese, M., Brantjes, A., & Hoorn, R. (2002). Psychological success factors of small-scale businesses in Namibia: the roles of strategy process, entrepreneurial orientation and the environment. Journal of Developmental Entrepreneurship, v. 7, n. 3, pp. 259–282.

GEM. Global Entrepreneurship Monitor. (2013). Empreendedorismo no Brasil. Relatório Executivo. Curitiba: IBQP.

Hair, J. F., Black, W. C., Babin, B. J., Anderson, R. E., & Tatham, R. L. (2009). Análise multivariada de dados. Porto Alegre: Bookman.

Hall, G. (1994). Factors distinguishing survivors from failures amongst small firms in the UK construction sector. Journal of Management Studies, v. 31, n. 5, pp. 737-760.

Keeble, D., & Walker, S. (1994). New firms, small firms and dead firms – spatial patterns and determinants in the United Kingdom. Regional Studies, v. 28, n. 4, pp. 411-427.

Likert, R. (1932) A technique for the measurement of attitudes. Archives of Psychology, v. 140, pp. 5-55.

Lima, M. V. A., Filardi, L. F., & Lopes, A. L. M. (2009) Avaliação multicritério do risco percebido dos fatores contribuintes para a mortalidade precoce de micro e pequenas empresas no Brasil. In Anais do 12º Simpósio de Administração da Produção, Logística e Operações Internacionais–SIMPOI. São Paulo, SP: FGV.

Low, M. B., & MacMillan, I. C. (1988). Entrepreneurship: Past research and future challenges. Journal of Management, v. 14, n. 2, pp. 139-161.

Lussier, R. N. (1996). Reasons why small businesses fail: and how to avoid failure. The Entrepreneurial Executive, v. 1, n. 2, pp. 10-17.

Machado, H. P. V., & Espinha, P. G. (2005). Reflexões sobre as dimensões do fracasso e mortalidade de pequenas empresas. Revista Capital Científico, v. 3, n. 1, pp. 51-64.

McClave J. T., Benson P. G., & Sincich T. (2009). Estatística para Administração e Economia (10. ed.). São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Marconi, M. A., & Lakatos, E. M. (2005). Fundamentos de metodologia científica. (6. ed.). São Paulo: Atlas.

Morrison, A., Breen, J., & Ali, S. (2003). Small business growth: intention, ability e opportunity. Journal of Small Business Management, v. 41, n. 4, pp. 417-425.

Mourao, P. R., & Oliveira, A. (2012). Determinantes regionais da Sobrevivência e da mortalidade das Empresas–o Caso Português. Revista Brasileira de Economia de Empresas, v. 10, n. 2.

Nascimento, M., Lima, C. R. M., Lima, M. A., & Ensslin, E. R. (2013). Fatores determinantes da mortalidade de micro e pequenas empresas da região metropolitana de Florianópolis sob a ótica do contador. Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios, v. 6, n. 2, pp. 244-283.

Ortigara, A. A., Grapeggia, M., & Cândido, M. S. (2011). Causas que condicionam a mortalidade e/ou o sucesso das micro e pequenas empresas no Estado de Santa Catarina. CAP Accounting and Management, v. 5, n. 5, pp. 48-55.

Pinheiro, R. W., Silva, W. A. C., & Araújo, E. A. T. (2013). Análise conjunta do ciclo de vida e da longevidade empresarial: um enfoque em indústria, comércio e agronegócio. Revista de Negócios, v. 18, n. 3, pp. 37-57.

Quadros, J. N., Segatto, S. S., Weise, A. D., Cipolat, C., Silveira, D. D., & Weber, L. R. (2012). Planejamento estratégico para pequena empresa: um estudo de caso em uma pequena empresa de Santa Maria/RS. Revista da Micro e Pequena Empresa, v. 6, n. 2, pp. 71-88.

Rogoff, E. G., Lee, M. S., & Suh, D. C. (2004). “Who done it?” Attributions by entrepreneurs and experts of the factors that cause and impede small business success. Journal of Small Business Management, v. 42, n. 4, pp. 364-376.

Sales, R. L., de Barros, A. A., & Pereira, C. M. M. A. (2011). Fatores condicionantes da mortalidade dos pequenos negócios em um típico município interiorano brasileiro. Revista da Micro e Pequena Empresa, v. 2, n. 2, pp. 38-55.

Santini, S., Favarin, E. V., Nogueira, M. A., Oliveira, M. L., & Ruppenthal, J. E. (2015). Fatores de mortalidade em micro e pequenas empresas: um estudo na região central do Rio Grande do Sul. Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios, v. 8, n. 1, pp. 145-169.

Sebrae. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. (2016). Sobrevivência das empresas no Brasil (M. A. Bedê, Coord.). Brasília: Sebrae.

Sebrae. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. (2013). Participação das micro e pequenas empresas na economia brasileira. Brasília: Sebrae.

Sebrae. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. (2006). Lei geral das Micro e Pequenas Empresas. Brasília. Disponível em: . Acesso em 12 out. 2018.

Simons, R. (1999). How risky is your company? Harvard Business Review, v. 77, pp. 85-95.

Xavier, M. B., Carvalho, F. S., Silva, J. C. G., Rezende, A. A., & Longuinhos, M. A. A. (2009). Causas gerenciais e ambientais da mortalidade de micro e pequenas empresas: um estudo com empresários de Vitória da Conquista, Bahia. Caderno de Ciências Sociais Aplicadas, v. 5, n. 6, pp. 61-78.




DOI: http://dx.doi.org/10.14211/regepe.v8i2.763

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

Rev. Empreendedorismo Gest. Pequenas Empres., São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2316-2058    

Prefixo do DOI: 10.14211  Classificação Qualis 2016: B1