ANÁLISE DA IMPLANTAÇÃO DA METODOLOGIA CERNE: ESTUDO DE CASO EM DUAS INCUBADORAS NUCLEADORAS DO PARANÁ

Cristiane de Almeida, Carmem Kistemacher Barche, Andréa Paula Segatto

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar a implantação da Metodologia Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos (CERNE), criada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) em parceria com a Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (ANPROTEC), em duas Incubadoras do estado do Paraná, classificadas como Nucleadoras, ou seja, que já estão fortemente estabelecidas e possuem condições de fornecer apoio às demais incubadoras, objetivando o desenvolvimento coletivo. Além de uma pesquisa bibliográfica, foi realizado o levantamento de informações por meio de entrevistas com pessoas envolvidas no processo de implantação, contemplando questões relativas aos benefícios percebidos, as principais dificuldades encontradas no processo e, consequentemente, possibilidades e necessidades de estudos futuros sobre o tema. Os resultados levantados demonstram que as incubadoras identificam como vantagens, na implantação da metodologia CERNE, a visibilidade no mercado, melhoria na qualidade dos processos e padronização das atividades. Em relação às dificuldades, identificou-se que existem poucos profissionais especialistas e falta de indicadores padronizados. Este estudo refere-se ao levantamento da implantação da primeira etapa da metodologia - CERNE 1 - e pode ser base para  estudos futuros com o intuito de identificar os impactos, bem como as melhorias necessárias.


Palavras-chave


Incubadora; CERNE; Processo de Incubação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14211/regepe.v3i3.90

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Rev. Empreendedorismo Gest. Pequenas Empres., São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2316-2058    

Prefixo do DOI: 10.14211  Classificação Qualis 2016: B1

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia