ESTRATÉGIA DE CRIAÇÃO DE CONHECIMENTO EM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS POR MEIO DE PROGRAMAS DE ESTÁGIO: UMA REALIDADE OU UM DESAFIO?

Donizeti Leandro de Souza, André Luiz Zambalde, Nivaldo Oliveira

Resumo


Este estudo tem como objetivo analisar a relação entre a implantação de programas de estágio e a construção de conhecimentos em micro e pequenas empresas (MPE’s), identificando, se na prática, esses programas têm sido desenvolvidos para fins de aprendizado organizacional ou apenas como um tipo de redução de custos. Para o delineamento do estudo foi realizada uma pesquisa qualitativa, aplicada a empresários e estagiários de MPE’s em um município do Sul de Minas Gerais, tendo como ponto central a gerência de programas de estágio por meio de uma perspectiva de criação de conhecimentos. Apesar de identificar a possibilidade de construção de conhecimentos, foi evidenciado, como grande dificultador, o desconhecimento dos empresários sobre os benefícios dos programas de estágio para além da redução de custos, fato este que contribui para a fragilidade de muitos desses programas. Ademais, espera-se com o estudo, contribuir para uma discussão prática sobre como os programas de estágio podem se tornar canais estratégicos às MPE’s, despertando sobre a possibilidade de criação de novos conhecimentos por meio de processos de trocas entre empresas e estudantes.


Palavras-chave


Criação do conhecimento; Micro e Pequenas empresas; Programas de estágio

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14211/regepe.v2i3.95

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Rev. Empreendedorismo Gest. Pequenas Empres., São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2316-2058    

Prefixo do DOI: 10.14211  Classificação Qualis 2016: B1

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia