Impacto dos Investimentos em Tecnologia da Informação nas Variáveis Estratégicas Organizacionais e no Desempenho de Micro e Pequenas Empresas (MPEs)

Samuel Maffacioli Basso, Antônio Carlos Gastaud Maçada, Aline de Vargas Pinto, Guilherme Lerch Lunardi

Resumo


Objetivo: O objetivo deste trabalho é medir o impacto dos investimentos em Tecnologia da Informação (TI) nas variáveis estratégicas organizacionais e no desempenho das micro e pequenas empresas (MPEs).

 Método: Realizou-se uma pesquisa quantitativa e explanatória através da aplicação de uma survey com 235 MPEs.

 Originalidade e relevância: O crescimento dos investimentos em Tecnologia da Informação levou um número crescente de empresas a adotarem a TI como ferramenta estratégica para melhorarem o desempenho e obterem vantagem competitiva. Quanto mais financeiramente acessíveis esses investimentos se tornarem, mais rápida é a sua popularização entre as MPEs. No entanto, apesar dos benefícios aparentemente óbvios da TI, há dúvidas sobre seu impacto, especialmente nas MPEs. Para preencher esta lacuna, foram examinadas as variáveis estratégicas e de desempenho das MPEs.

 Resultados: Descobriu-se que os investimentos em TI têm um impacto positivo no gerenciamento de clientes associado ao desempenho de custos, vendas e produtividade. Constatou-se também que os investimentos em TI nas MPEs impactam principalmente os clientes e as variáveis internas de eficiência organizacional, sugerindo que, quando os investimentos em TI são direcionados para o gerenciamento de clientes e da empresa, os benefícios da TI no desempenho organizacional serão maiores.

Contribuições teóricas / metodológicas: Esta pesquisa apresenta uma importante discussão sobre os investimentos em TI realizados em um setor com menor número de pesquisas: o das MPEs. Outra contribuição é a combinação de elementos estratégicos dos investimentos em TI com diferentes variáveis de desempenho.

 


Palavras-chave


Tecnologia de Informação; Investimentos em TI; Impacto da TI; Desempenho; Micro e Pequenas Empresas

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Albano, C. S. (2001). Problemas e ações na adoção de novas tecnologias de informação: um estudo em cooperativas agropecuárias do Rio Grande do Sul. Dissertação (Mestrado em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração, Escola de Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre

Albertin, A. L., & de Moura Albertin, R. M. (2012). Dimensões do uso de tecnologia da informação: um instrumento de diagnóstico e análise. Revista de Administração Pública, v. 46, n. 1, pp. 125-151.

Alam, S. S., & Noor, M. K. M. (2009). ICT adoption in small and medium enterprises: An empirical evidence of service sectors in Malaysia. International Journal of Business and Management, v. 4, n. 2, 112p.

Ashrafi, R., & Murtaza, M. (2008). Use and impact of ICT on SMEs in Oman. Electronic Journal of Information Systems Evaluation, v. 11, n. 3.

Bayo-Moriones, A., Billón, M., & Lera-López, F. (2013). Perceived performance effects of ICT in manufacturing SMEs. Industrial Management & Data Systems, v. 113, n. 1, pp. 117-135.

Bayo-Moriones, A., & Lera-López, F. (2007). A firm-level analysis of determinants of ICT adoption in Spain. Technovation, v. 27, n. 6-7, pp. 352-366.

Beheshti, H. M. (2004). The impact of IT on SMEs in the United States. Information Management & Computer Security, v. 12, n. 4, pp. 318-327.

Berisha-Namani, M. (2009). The role of information technology in small and medium sized enterprises in Kosova. In: Fulbright Academy Conference, pp. 1-8.

Bharadwaj, A. S. (2000). A resource-based perspective on information technology capability and firm performance: an empirical investigation. MIS Quarterly, pp.169-196.

Boothy, D., Dufour, A., & Tang, J. (2010). Technology adoption, training and productivity performance. Research Policy, v. 39, n. 5, pp. 650-661.

Brasil (2006). Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006. Institui o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte; altera dispositivos das Leis nº 8.212 e nº 8.213, ambas de 24 de julho de 1991, da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, da Lei nº 10.189, de 14 de fevereiro de 2001, da Lei Complementar nº 63, de 11 de janeiro de 1990; e revoga as Leis nº 9.317, de 5 de dezembro de 1996, e nº 9.841, de 5 de outubro de 1999. Disponível em:

. Acesso em: 08 mar. 2019.

Brasil (2004). Decreto nº 5.028, de 31 de março de 2004. Altera os valores dos limites fixados nos incisos I e II do art. 2º da Lei nº 9.841 de 5 de outubro de 1999, que instituiu o Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte. Disponível em: . Acesso em: 08 mar. 2019.

Brasil (1999). Lei nº 9.841, de 5 de outubro de 1999. Institui o Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, dispondo sobre o tratamento jurídico diferenciado, simplificado e favorecido previsto nos arts. 170 e 179 da Constituição Federal. Disponível em:

. Acesso em: 08 mar. 2019.

Brynjolfsson, E. (1993). The productivity paradox of information technology. Communications of the ACM, v. 36, n. 12, pp. 66-77.

Brynjolfsson, E., & Hitt, L. (1995). Information technology as a factor of production: The role of differences among firms. Economics of Innovation and New technology, v. 3, n. 3-4, pp. 183-200.

CNC (2017). Avanços importantes para as micro e pequenas empresas. Disponível em: . Acesso em: 21 jul. 2018.

Consoli, D. (2012). Literature analysis on determinant factors and the impact of ICT in SMEs. Procedia-Social and Behavioral Sciences, v. 62, pp. 93-97.

Corrêa, H. L., Gianesi, I. G., & Caon, M. (1999) Planejamento, programação e controle da produção: MRP II/ERP: conceitos, uso e implantação. Editora Atlas. São Paulo.

Dada, G (2016). Quatro práticas para minimizar os investimentos em TI, CIO. Disponível em: . Acesso em: 21 jul. 2018.

Das, S., Yaylacicegi, U., & Menon, N. M. (2011). The effect of information technology investments in healthcare: A longitudinal study of its lag, duration, and economic value. IEEE Transactions on Engineering Management, v. 58, n. 1, pp. 124-140.

Dehning, B., Dow, K. E., & Stratopoulos, T. (2003). The info-tech" productivity paradox" dissected and tested. Management Accounting Quarterly, v. 5, n. 1, pp. 31-39.

Dehning, B., & Stratopoulos, T. (2002). DuPont analysis of an IT-enabled competitive advantage. International Journal of Accounting Information Systems, v. 3, n. 3, pp. 165-176.

Deitos, M. L. S. (2003). O impacto dos avanços da tecnologia e a gestão dos recursos tecnológicos no âmbito da atividade contábil. Revista Brasileira de Contabilidade, n. 140, pp. 20-31.

Dolci, P. C. (2009). Uso da Gestão do Portfólio de TI no processo de gerenciamento e justificativa dos investimentos em Tecnologia da Informação. Dissertação (Mestrado em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração, Escola de Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

Ferreira, R. V., & Cherobim, A. P. M. S. (2012). Impacto dos investimentos em TI no desempenho organizacional de empresas de panificação de minas gerais: estudo multicaso. Revista Base (Administração e Contabilidade) da UNISINOS, v. 9, n. 2, pp. 147-161.

Gartner (2019). Gastos globais de TI aumentarão 1,1% em 2019, estima Gartner. Disponível em: . Acesso em: 4 mai. 2019.

Ghobakhloo, M., Hong, T. S., Sabouri, M. S., & Zulkifli, N. (2012). Strategies for successful information technology adoption in small and medium-sized enterprises. Information, v. 3, n. 1, pp. 36-67.

Haberkamp, A. M., Maçada, A. C., Raimundini, S. L., & Bianchi, M. (2010). Impacto dos investimentos em tecnologia da informação (TI) nas variáveis estratégicas das empresas prestadoras de serviços contábeis. Revista de Administração e Contabilidade da Unisinos, v. 7, n. 2, pp. 149-161.

Hair Jr., J. F., Black, W., Babin, B., & Anderson, R. (2010). Multivariate data analysis. 7. ed. New Jersey: Prentice Hall.

Hair Jr., J. F., Hult, G. T. M., Ringle, C., & Sarstedt, M. (2016). A primer on partial least squares structural equation modeling (PLS-SEM). Sage Publications.

Hair Jr., J. F., Hult, G. T. M., Ringle, C., & Sarstedt, M. (2014). A Primer on Partial Least Squares Structural Equation Modeling (PLS-SEM). Los Angeles: SAGE.

Hair Jr., J. F., Hult, G., Ringle, C., & Sarstedt, M. (2013). A primer on partial least squares structural equation modeling (PLS-SEM). Thousand Oaks: SAGE.

Hameed, A. M., & Counsell, S. (2012). Assessing the influence of environmental and CEO characteristics for adoption of information technology in organizations. Journal of Technology Management & Innovation, v. 7, n. 1, pp. 64-84.

Haug, A., Pedersen, S. G., & Arlbjørn, J. S. (2011). IT readiness in small and medium-sized enterprises. Industrial Management & Data Systems, v. 111, n. 4, pp. 490-508.

Hedman, J., & Borell, A. (2002). The impact of enterprise resource planning systems on organizational effectiveness: an artifact evaluation. In Enterprise Resource Planning: Solutions and Management, IGI Global, pp. 125-142.

Henseler, J., Hubona, G., & Ray, P. A. (2016). Using PLS path modeling in new technology research: updated guidelines. Industrial Management & Data Systems, v. 116, n. 1, pp. 2-20.

IDC (2018). Worldwide Semiannual Small and Medium Business Spending Guide. Disponível em: . Acesso em: 4 mai. 2019.

Khallaf, A. (2012). Information technology investments and nonfinancial measures: A research framework. In: Accounting Forum, Elsevier, v. 36, n. 2, pp. 109-121.

Kidd, J., & Yau, T. Y. L. (2002). Management integration through software applications: Japanese manufacturing firms in the UK exert control. In: Advanced Topics in Global Information Management, IGI Global, v. 1, pp. 190-206.

Kohli, R., & Devaraj, S. (2003). Measuring information technology payoff: A meta-analysis of structural variables in firm-level empirical research. Information Systems Research, v. 14, n. 2, pp. 127-145.

Kossaï, M., & Piget, P. (2014). Adoption of information and communication technology and firm profitability: Empirical evidence from Tunisian SMEs. The Journal of High Technology Management Research, v. 25, n. 1, pp. 9-20.

Koufteros, X. A. (1999). Testing a model of pull production: a paradigm for manufacturing research using structural equation modeling. Journal of Operations Management, v. 17, n. 4, pp. 467-488.

Kuan, K. K., & Chau, P. Y. (2001). A perception-based model for EDI adoption in small businesses using a technology–organization–environment framework. Information & Management, v. 38, n. 8, pp. 507-521.

Leão, R. L. C., & Leão, D. C. (2004). Estratégia para implantação de sistemas ERP. In: CONVIBRA I – Congresso Virtual Brasileiro de Administração.

Leite, J. C. (2004). Decisões de investimentos em tecnologia de informação. Tecnologia de informação. São Paulo: Atlas, pp. 75-93.

Liang, T. P., You, J. J., & Liu, C. C. (2010). A resource-based perspective on information technology and firm performance: a meta-analysis. Industrial Management & Data Systems, v. 110, n. 8, pp. 1138-1158.

Longenecker, J. G., Moore, C. W., Petty, J. W., & Palich, L. E. (2011). Administração de Pequenas Empresas. São Paulo: Cengage Learning.

Löbler, M. L., Visentini, M. S., dos Reis Lehnhart, E., & Klimeck, K. A. (2015). Elaboração de instrumentos para mensurar os fatores influenciadores na aquisição e na implantação de Sistemas de Informação em micro e pequenas empresas. Revista de Administração, Contabilidade e Economia da Fundace, v. 6, n. 1.

Love, P. E., & Irani, Z. (2004). An exploratory study of information technology evaluation and benefits management practices of SMEs in the construction industry. Information & Management, v. 42, n. 1, pp. 227-242.

Lunardi, G. (2001). Os efeitos da tecnologia da informação (TI) nas variáveis estratégicas organizacionais da indústria bancária: estudo comparativo entre alguns países da América. Dissertação (Mestrado em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração, Escola de Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

Lunardi, G. L., Dolci, P. C., & Maçada, A. C. G. (2010). Adoção de tecnologia de informação e seu impacto no desempenho organizacional: um estudo realizado com micro e pequenas empresas. Revista Administração, São Paulo.

Lunardi, G. L., & Dolci, P. C. (2006). Adoção de Tecnologia de Informação (TI) e seu Impacto no Desempenho Organizacional: Um Estudo realizado com Micro e Pequenas Empresas. Enanpad.

Mahmood, M. A., & Soon, S. K. (1991). A comprehensive model for measuring the potential impact of information technology on organizational strategic variables. Decision Sciences, v. 22, n. 4, pp. 869-897.

Manochehri, N. N., Al‐Esmail, R. A., & Ashrafi, R. (2012). Examining the impact of information and communication technologies (ICT) on enterprise practices: A preliminary perspective from Qatar. The Electronic Journal of Information Systems in Developing Countries, v. 51, n. 1, pp. 1-16.

Maçada, A. C. G. (2001). Impacto dos investimentos em tecnologia da informação nas variáveis estratégicas e na eficiência dos bancos brasileiros. Tese (Doutorado em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração, Escola de Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

Maçada, A. C. G., Beltrame, M. M., Dolci, P. C., & Becker, J. L. (2012). IT business value model for information intensive organizations. BAR-Brazilian Administration Review, v. 9, n. 1, pp. 44-65.

Matei, A. I., & Savulescu, C. (2012). Empirical analysis of ICT, economic growth and competitiveness in the EU. In: Proceedings of the International Conference on ICT Management (ICTM 2012), Wroclaw, Poland - September.

McAfee, A. (2004). Do you have too much IT? MIT Sloan Management Review, v. 45, n. 3, p. 18.

Meirelles, F. S. (2014). Administração de recursos de informática: tecnologia de informação nas empresas – panorama e indicadores. 25. ed. São Paulo: FGV-EAESP-CIA.

Mithas, S., & Rust, R. T. (2016). How Information Technology Strategy And Investments Influence Firm Performance: Conjecture And Empirical Evidence. Mis Quarterly, v. 40, n. 1.

Mithas, S., Tafti, A., Bardhan, I., & Goh, J. M. (2012). Information technology and firm profitability: mechanisms and empirical evidence. Mis Quarterly, pp. 205-224.

Nguyen, T. H., Newby, M., & Macaulay, M. J. (2015). Information technology adoption in small business: Confirmation of a proposed framework. Journal of Small Business Management, v. 53, n. 1, pp. 207-227.

Oliveira, R. M., & Maçada, A. C. G. (2000). Fatores que afetam os investimentos em Tecnologia de Informação: O caso de um Terminal de “Containers”. XX Encontro Nacional de Engenharia de Produção (ENEGEP). São Paulo.

Ollo-López, A., & Aramendía-Muneta, M. E. (2012). ICT impact on competitiveness, innovation and environment. Telematics and Informatics, v. 29, n. 2, pp. 204-210.

Oppenheim, A. N. (1993). Questionnaire design, interviewing and attitude measuring. Journal of Marketing Research, v. 30, n. 3, pp. 393-395.

Palvia, P. C. (1997). Developing a model of the global and strategic impact of information technology. Information & Management, v. 32, n. 5, pp. 229-244.

Qiang, C. Z. W., Clarke, G. R., & Halewood, N. (2006). The role of ICT in doing business. Global Trends and Policies, v. 57, n. 1, pp. 1-23.

Raymond, L., Bergeron, F., & Blili, S. (2005). The assimilation of E‐business in manufacturing SMEs: Determinants and effects on growth and internationalization. Electronic Markets, v. 15, n. 2, pp. 106-118.

Rikhardsson, P., & Dull, R. (2016). An exploratory study of the adoption, application and impacts of continuous auditing technologies in small businesses. International Journal of Accounting Information Systems, v. 20, pp. 26-37.

Röder, N., Wiesche, M., & Schermann, M. (2014). A situational perspective on workarounds in IT-enabled business processes: A multiple case study. In: Proceedings of the 22nd European Conference on Information Systems.

Saccol, A. Z., Pedron, C. D., Liberali Neto, G., Macadar, M. A., & Cazella, S. C. (2004). Avaliação do impacto dos sistemas ERP sobre variáveis estratégicas de grandes empresas no Brasil. Revista de Administração Contemporânea, v. 8, n. 1, pp. 9-34.

Sebrae (2019). Critérios De Classificação De Empresas: MEI - ME - EPP. Disponível em: . Acesso em: 04 mai. 2019.

Sebrae (2018). Panorama dos pequenos negócios. Disponível em: . Acesso em: 04 mai. 2019.

Sebrae (2015). As Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) nas MPEs brasileiras. Disponível em: . Acesso em: 04 mai. 2019.

Sebrae (2014). As Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) nas MPEs brasileiras. Disponível em:

. Acesso em: 16 mar. 2019.

Sebrae (2013). Indicadores dos Pequenos Negócios 2012/13. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2019.

Stratopoulos, T., & Dehning, B. (2000). Does successful investment in information technology solve the productivity paradox? Information & Management, v. 38, n. 2, pp. 103-117.

Su, Y. F., & Yang, C. (2010). Why are enterprise resource planning systems indispensable to supply chain management? European Journal of Operational Research, v. 203, n. 1, pp. 81-94.

Tallon, P. P. (2007). Does IT pay to focus? An analysis of IT business value under single and multi-focused business strategies. The Journal of Strategic Information Systems, v. 16, n. 3, pp. 278-300.

Tarutė, A., & Gatautis, R. (2014). ICT impact on SMEs performance. Procedia-Social and Behavioral Sciences, v. 110, n. 0, pp. 1218-1225.

Torkzadeh, G., & Doll, W. J. (1999). The development of a tool for measuring the perceived impact of information technology on work. Omega, v. 27, n. 3, pp. 327-339.

Van den Berg, M., Slot, R., Van Steenbergen, M., Faasse, P., & Van Vliet, H. (2019). How enterprise architecture improves the quality of IT investment decisions. Journal of Systems and Software, v. 152, pp. 134-150.

Weill, P. (1992). The relationship between investment in information technology and firm performance: A study of the valve manufacturing sector. Information Systems Research, v. 3, n. 4, pp. 307-333.

Weiss, J. W., & Anderson, D. (2004). Aligning technology and business strategy: Issues & frameworks, a field study of 15 companies. In: System Sciences, Proceedings of the 37th Annual Hawaii International Conference on (10p). IEEE.

Xiong, J., & Qureshi, S. (2012). Analysis of information and communications technology adoption between small businesses in China and the United States. Proceedings of the Eighteenth Americas Conference on Information Systems, Seattle, Washington, August, 9-12.

Xu, X., Zhang, W., & Li, L. (2016). The impact of technology type and life cycle on IT productivity variance: A contingency theoretical perspective. International Journal of Information Management, v. 36, n. 6, pp. 1193-1204.

Yang, L., Wang, Y., Ma, J., Ng, C. T., & Cheng, T. C. E. (2014). Technology investment under flexible capacity strategy with demand uncertainty. International Journal of Production Economics, v. 154, pp. 190-197.

Yang, X., & Fu, J. (2008). Review of IT/IS adoption and decision-making behavior in small businesses. Tsinghua Science and Technology, v. 13, n. 3, pp. 323-328.




DOI: http://dx.doi.org/10.14211/regepe.v9i2.1293

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

Rev. Empreendedorismo Gest. Pequenas Empres., São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2316-2058    

Prefixo do DOI: 10.14211  Classificação Qualis 2016: B1