Let's Go Shopping: Good Neighbor Makes the Difference

Authors

DOI:

https://doi.org/10.14211/regepe.v7i2.787

Keywords:

Competitive Strategy, Entrepreneurship, Supermarket, Wholesale Network

Abstract

The teaching case presents the trajectory of the Pinheiro brothers and their 36-years business in the branch of supermarket chain. It deals with the transition period experienced by them, about the expansion of new branches with innovations from convenience stores, park, playground and cinemas. In this case, it is possible to identify aspects that refer to the development of an entrepreneurial process, elaboration of a deliberate strategy based on emergent strategy, strategic management and organizational change to meet the demands of new markets such as the idealization of shopping. It is also possible to see that the development of an expansion plan for the supermarket chain is something feasible and attractive for a small company, if it acts with strategic focus and commitment to carry it out, even with adjustments.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Ruan Carlos dos Santos, Faculdade Cidade Verde - FCV.

Mestre em Administração pela Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI, Santa Catarina, (Brasil). Professor no Programa de Graduação em Administração da Faculdade Cidade Verde - FCV, Paraná.

Francisco Elder Escossio de Barros, Faculdade Luciano Feijão - FLF, Ceará.

Mestre em Administração pela Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI, Santa Catarina, (Brasil). Professor no Programa de Graduação em Contabilidade da Faculdade Luciano Feijão - FLF, Ceará.

Thais Helena Moreira Pinho, Faculdade Luciano Feijão - FLF, Ceará.

Mestra em Administração pela Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI, Santa Catarina, (Brasil). Professora no Programa de Graduação em Contabilidade da Faculdade Luciano Feijão - FLF, Ceará.

Monica Cristina Rovaris Machado, Universidade Federal de Sergipe, Programa e Centro de Ciências Sociais Aplicadas.

Doutora em Administração e Turismo pela Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI, Santa Catarina, (Brasil). Professora Adjunta no Departamento de Administração da Universidade Federal de Sergipe - UFS, Aracaju.

References

Campos, T. M., & Lima, E. (2011). Aprendizagem e Adequação das Operações para Realizar Estratégias de Exportação em Micro e Pequenas Empresas. Revista Ibero-Americana de Estratégia, v. 10, pp. 159-180.

Carneiro, J. M. T., Cavalcanti, M. A. F. D., & Silva, J. F. (1997) Porter revisitado: uma análise crítica da tipologia estratégica do mestre. Revista de Administração Contemporânea, v. 1, n. 3.

Corrêa, R. O., & Teixeira, R. M. (2015). Redes Sociais Empreendedoras para Obtenção de Recursos e Legitimação Organizacional: Estudo de Casos Múltiplos com Empreendedores Sociais. Revista de Administração Mackenzie, v. 16(1), pp. 62-95.

EMBRAPA. (2016). Plantações florestais: geração de benefícios com baixo impacto ambiental. Colombo: Embrapa Florestas.

Gois, P. H., & Machado, H. P. V. (2012). Uma Abordagem sobre o Papel das Redes para Pequenas Empresas e sobre os Efeitos no Aprendizado de Empreendedores. Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas, v. 1(1), pp. 32-52.

Lima, E. (2000). Visão Estratégica e Padrões Emergentes como Complementares na Pequena Empresa. Revista de Negócios, v. 5(2), pp. 1-10.

Mintzberg, H. (1988). Generic Strategies: Toward a Comprehensive Framework. Advances in Strategic Management, v. 5, JAI Press Greenwich – CT, pp. 1-67.

Nassif, V. M. J., Hashimoto, M., & Amaral, D. J. (2014). Autopercepção de Habilidades de Planejamento dos Empreendedores: Evidências de Empresários Brasileiros. Revista Ibero-Americana de Estratégia, v. 13(4), pp. 107-121.

Neto, J. F. R., Muñoz-Gallego, P. A., Souza, C. C., Rodrigues, W., & Pradella, Osvaldo. (2013) As conexões entre orientação empreendedora, capacidade de marketing e a percepção do desempenho empresarial: evidências empíricas das micro e pequenas empresas varejistas. RAM, v. 14, n. 3, São Paulo, mai/jun.

Pinheiros Supermercados. (2016). O Bom Vizinho. Disponível em: <http://www.obomvizinho.com.br/>. Acesso em: 12 jul. 2016.

Porter, M. (1999). Competição: estratégias competitivas essenciais. 4. ed. Rio de Janeiro: Campus.

Porter, M. (1986). Estratégias Competitivas Genéricas. In: Estratégia Competitiva: técnicas para análise de indústrias e da concorrência. Rio de Janeiro: Campus. Cap. N. 2, pp. 49-60.

Serra, F. (2007). Os pilares da estratégia: Estudo de caso de cinco empresas líderes. Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão, abr/jun.

Williamson, O. E. (1991). Strategizing, economizing, and economic organization. Strategic Management Journal, v. 12, 75-94.

Published

2018-06-08

How to Cite

Santos, R. C. dos, Barros, F. E. E. de, Pinho, T. H. M., & Machado, M. C. R. (2018). Let’s Go Shopping: Good Neighbor Makes the Difference. Iberoamerican Journal of Entrepreneurship and Small Business, 7(2), 227–255. https://doi.org/10.14211/regepe.v7i2.787

Issue

Section

Case study

Most read articles by the same author(s)