Da academia ao happy hour: o caso da OurSound

DJENIFER PEREIRA DOS SANTOS, FLÁVIA MARTINS DE SOUZA, LUIZ HENRIQUE DA SILVA, TATIANI SCHMITT

Resumo


Objetivo do estudo: O presente caso retrata a agregação de valor do aplicativo OurSound aos setores de academia, bares e restaurantes, e os desafios diante da necessidade de ampliação das vendas por parte dos sócios proprietários. Método: Caso de ensino baseado em fatos reais na experiência de gestão de micro e pequenas empresas. Originalidade/Relevância: O caso de ensino retrata as atividades da empresa OurSound que tem como diferencial a proposta de um aplicativo de interação musical, o qual é ofertado pelos donos de estabelecimentos aos seus clientes. Resultados: Eduardo, pensativo com a ideia de criação de valor, ao analisar as ações já realizadas pela empresa notou a necessidade da inclusão de novas formas de agregar valor ao OurSound, visto que a empresa busca aumentar o número de estabelecimento atendidos, a sociabilidade e o engajamento entre os usuários, além de proporcionar uma intensa interação nas relações sociais. Pensando nisso, como apresentar o aplicativo de maneira que atraia novos clientes? Como criar valor para que o empresário compre a ideia? O que a OurSound precisa fazer para aumentar o número de clientes atendidos e consequentemente, as vendas? Como despertar o desejo de utilização do aplicativo aos usuários? Contribuições teóricas/metodológicas: Oferecer aos alunos vivência nas situações relacionadas à gestão de micro e pequenas empresas, ao proporciona-los a oportunidade de se colocar no lugar dos sócios para discutir o dilema apresentado.


Palavras-chave


Marketing; Criação de valor; Caso de ensino

Referências


Aro, K., Suomi, K., & Saraniemi, S. (2018). Antecedents and consequences of destination brand love - a case study from finnish lapland. Tourism Management, 67, 71- 81. http://doi.org/10.1016/j.tourman.2018.01.003.

Bailey, S., & Baker, J. (2014). Visual merchandising for fashion. Londres: Bloomsbury Publishing Plc.

Bernardez, G. (2005). Marketing para pequenas empresas: dicas para a sobrevivência e crescimento do seu negócio. Blumenau: Impressão Nova Letra.

Borges, A. F., & Lima, J. B. (2012). O processo de construção da sucessão empreendedora em empresas familiares: um estudo multicaso. Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas - REGEPE, 1(1), 131-154. http://dx.doi.org/10.14211/regepe.v1i1.17.

Chernatony, L., Harris, F., & Riley, F. D’. O. (2000). Added value: its nature, roles and sustainability. European Journal of Marketing, 34(1/2), 39-56. http://doi.org/10.1108/03090560010306197.

Correio, B. L. C., Correio, H. S. N., Correio, D. S. G., Correio, M. M. C. A. (2015). Comunicação pós-venda como influência na fidelização do cliente: um estudo de caso na "empresa a” situada na zona sul do estado de são paulo. Revista de Administração, 13(24), 3-21.

Exame (2018, agosto 22). Brasil conta com 33 mil academias. Mercado fitness, mesmo próspero exige conveniência e criatividade de quem quer empreender. Recuperado de https://exame.abril.com.br/negocios/dino/brasil-conta-com-33-mil-academias-mercado-fitness-mesmo-prospero-exige-conveniencia-e-criatividade-de-quem-quer-empreender/.

Exame (2018, dezembro 11). Setor de alimentação fora do lar encerra 2018 com crescimento de 3,5%. Recuperado de https://exame.abril.com.br/negocios/dino/setor-de-alimentacao-fora-do-lar-encerra-2018-com-crescimento-de-35/.

Gummesson, E. (1998). Implementation requires a relationship marketing paradigm. Journal of the Academy Marketing Science, 26 (5), 242-249. http://doi.org/10.1177%2F0092070398263006.

Infomoney (2019, janeiro 16). Fim de ano aquece o setor de restaurantes, crescimento pode chegar a 4,5% neste período. Recuperado de https://www.infomoney.com.br/patrocinados/dino/fim-de-ano-aquece-o-setor-de-restaurantes-crescimento-pode-chegar-a-45-neste-periodo/.

Junior, J. G. L. (2002). Uma visão estratégica da segmentação de mercado aplicada ao business to business. Pensamento & Realidade,10(5), 44-61.

Kotler, P. (1996). Administração de marketing. São Paulo: Atlas.

Kotler, P. (1992). Administração de marketing: análise, planejamento, implementação e controle (2a ed.). São Paulo: Atlas.

Kotler, P., & Keller, K. L. (2012). Administração de Marketing (14a ed.). São Paulo: Pearson Education do Brasil.

Lobos. J. (1993). Encantando o cliente Externo e Interno (7a ed.). São Paulo: Júlio Lobos.

McCarthy, J. E., & Perreault, J. W. D. (1997). Marketing Essencial: uma abordagem gerencial e global. São Paulo: Atlas.

Ong, C. H., Lee, H. W., & Ramayah, T. (2018). Impact of brand experience on loyalty. Journal of Hospitality Marketing & Management, 27, 755-774. http://doi.org/10.1080/19368623.2018.1445055.

Pegler, M. M. (2012). Visual merchandising and display (6a ed.). New York: Fairchild Books.

Platt, A. A., & Rocha, R. A. (2016). Estratégia mercadológica (2a ed.). Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração da Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC.

Porter, M. (1985). Competitive advantage: creating and sustaining superior performance. New York: The Free Press.

Scharf, E. R., Paasch, M. R., & Silva, J. (2018). Proposta de valor em empresas do setor de moda: o entendimento de gestores de marketing e de desenvolvimento de produtos. Revista de Gestão Organizacional - RGO, 11(3), 39-59. http://dx.doi.org/10.22277/rgo.v11i3.4334.

Silva, C. R. M., Tessarolo, F. M. (2016). Influenciadores digitais e as redes sociais enquanto plataformas de mídia. Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, São Paulo, SP, Brasil, 39.

Souza, J., & Torres, M. C. A. (2009). Maneiras de ouvir música: uma questão para a educação musical com jovens: música na educação básica. Música na educação básica, 1(1), 46-59.

Tapscott, D. (2010). A hora da geração digital: como os jovens que cresceram usando a internet estão mudando tudo, das empresas aos governos. Rio de Janeiro: Agir Negócios.

Você S/A. (2019, março 6). Onda fitness movimenta US$2 bi no Brasil e só cresce. Recuperado de https://exame.abril.com.br/negocios/onda-fitness-movimenta-us2-bi-no-brasil-e-so-cresce-veja-como-aproveitar/.




DOI: http://dx.doi.org/10.14211/regepe.e1815

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

Rev. Empreendedorismo Gest. Pequenas Empres., São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2316-2058    

Prefixo do DOI: 10.14211  Classificação Qualis 2016: B1